Procurar
Close this search box.

Schoenstatt
Apostolic Movement

Maria Imaculada: natureza e graça em uma unidade harmoniosa

By: Sr. M. Cacilda Becker

Maria, a cheia de graça – Parte 1

Maria se apresenta diante de nós como o ser humano concebido sem pecado original, que é “cheia de graça” desde o primeiro momento de sua existência. Ela é o ser humano tal como Deus concebeu, o arquétipo do ser humano no qual a natureza e a graça se entrelaçam harmoniosamente. Está completamente aberta a Deus e à sua vontade, completamente em casa no divino – e ao mesmo tempo completamente humana, completamente natural. Mente e vontade, sentimento e espírito – todos harmoniosamente interligados, ela é o sonho de Deus para todo o ser humano.

Maria Imaculada
Foto Google

Padre Günther Boll conta:

“Só aos poucos, no meu encontro com o Pe. Kentenich, ficou claro para mim o que Maria como Imaculada significava para ele em termos concretos e que consequências ele tirou disso para sua vida e suas ações, para toda a sua obra pedagógica. Em nenhum outro lugar encontrei uma consideração tão honesta e consistente do dogma da Imaculada Conceição, em nenhum outro lugar um teólogo que tenha visto o impacto antropológico do pecado original tão claramente quanto o Pe. Kentenich. Ele reconheceu o que significa para nossa existência humana carregarmos o pecado original e resumiu isso nas palavras: “Uma ruptura atravessa todo o nosso ser.” Todos nós sofremos a ruptura interior, o desmoronamento do corpo, da mente e da alma, da cabeça e do coração, da vida divina e humana. Mesmo como cristãos batizados e, portanto, redimidos,  sofremos as consequências do pecado original até o fim de nossas vidas.

Inmacualda
Foto Google

Para Pe. Kentenich é certo: se a Virgem Maria nasceu sem pecado original, também não carregou as consequências do pecado original. Ela é o único ser humano que vem do paraíso, o ser humano que Deus realmente quis criar: o ser humano perfeito, o ser humano plenamente sobrenatural e ao mesmo tempo plenamente humano.

O Padre Kentenich não se detém nesta afirmação, mas vai um passo além: na Virgem Maria como Imaculada, ele não vê sobretudo um modelo inatingível, mas está convencido de que ela tem, portanto, uma missão muito especial para o homem. Para ele é verdade: quem sela uma aliança com ela, encontra ajuda para poder viver em harmonia com Deus e consigo mesmo. Repetidas vezes ele insistia: Só podemos nos desenvolver como seres humanos completos quando a graça e a natureza estão em harmonia. E neste processo de crescimento, a Virgem Maria desempenha um papel especial.

Foto Cathopic- Lupe Belmonte

Aqui entra em jogo a orientação vital do Padre Kentenich para a pedagogia. Para ele, qualquer tipo de pedagogia só pode, em última instância, tentar viver de acordo com o que o bom Deus realmente quis nos dar e realizou na Mãe de Deus: que a natureza e a graça trabalham juntas, que formam uma unidade harmoniosa. Assim, foi desenvolvendo, pouco a pouco, uma “educação da Imaculada” que ajudaria a superar essa ruptura interior e, com a ajuda da graça, apoiando-se na natureza humana, crescer muito lentamente rumo a uma humanidade harmoniosa.

Seguirá uma segunda parte…

Breve biografia do Padre Günther Boll – Clique aqui

Fonte: Günther M. Boll: …de todo o coração – José Kentenich – Pedagogo e Fundador (em alemão)

Share

with your loved ones

Related articles that may interest you

Dicas para quem quer começar a ler a Bíblia

Neste “Domingo da Palavra de Deus”, acompanhe algumas dicas para iniciar ou aprofundar a leitura bíblica. O Pe. Marcelo Cervi, doutor em Teologia e membro do Instituto Secular dos Sacerdotes Diocesanos de Schoenstatt, coordena um grupo online de estudos bíblicos e apresenta algumas sugestões.

Read More »