Procurar
Close this search box.

Schoenstatt
Movimento Apostólico

18 de outubro: A primeira promessa da Mãe de Deus à Família de Schoenstatt

By: Karen Bueno

Abrir o texto da renovação da Aliança (17h – horário da Alemanha)

Olhar essa porta aberta faz o coração bater mais forte e encher de alegria. A expectativa nasce da certeza: vou entrar ali e encontrar alguém muito especial.

Quem se prepara para selar a Aliança de Amor com a Mãe de Deus se ocupa, obrigatoriamente, com as promessas e exigências que ela apresenta. São os presentes que a Mãe oferece e aquilo que ela pede de cada um em troca. Neste dia 18 de outubro, queremos recordar o primeiro dom que a Aliança de Amor nos concede, a presença de Maria no Santuário: “De boa vontade me estabelecerei em vosso meio”.

Imagine que você, mesmo morando em uma residência simples e pequenina, faz um convite especial a um rei, uma rainha ou a alguma grande autoridade conhecida para visitar a sua casa. Por mais surpreendente que pareça, essa pessoa aceita o convite e, mais que isso, permanece morando neste lar. É mais ou menos isso que ocorreu no dia 18 de outubro de 1914, só que a Rainha era mais importante que qualquer autoridade desta terra, foi enviada pelo próprio Deus.

“De boa vontade me estabelecerei em vosso meio”

 

Na fundação de Schoenstatt, a Mãe Três Vezes Admirável se faz pequenina para encontrar-se com seus filhos pequeninos – e justamente nesse gesto revela sua grandeza. Ela aceita o convite e transforma o Santuário em um lar.

“De boa vontade me estabelecerei em vosso meio”. Não há dúvidas de que essa promessa se cumpriu: dores se curam, vícios se rompem, bebês nascem, projetos dão certo… há uma infinidade de testemunhos relatados para demonstrar a presença da Mãe no Santuário. E, mesmo que ninguém dissesse coisa alguma, basta entrar lá.

“Nossa Mãe e Rainha está presente no Santuário porque, no céu, Ela intercede diante de Deus por todos os que procuram encontrá-la e entregar-se a Ela nesse lugar, animados pela fé de que Deus decidiu conceder graças especiais aos que as pedirem a Maria. Essas graças que são dadas no Santuário – como toda graça cristã – são graças de encontro com Cristo, mas por meio do encontro com a pessoa de Maria”, escreve o Pe. Hernán Alessandri [1].

Sempre que a se renova a Aliança, ou quando uma pessoa sela sua Aliança de Amor, ressoa novamente a promessa: “De boa vontade me estabelecerei em vosso meio”.

Eu me estabelecerei

18 de outubro

É interessante notar a expressão “de boa vontade”; ela se alegra de estar conosco, deseja estar com os filhos, como disse o Pe. José Kentenich certa vez:

“Eu imagino facilmente como a Mãe de Deus nos olha do céu ou aqui no Santuário. Seus olhos nos procuram continuamente. Ela quer saber onde seu filho e sua filha estão, onde trabalham, se correm perigo, se o filho e a filha estão em meio a milhares de pessoas. Os olhos da Mãe de Deus não descansam enquanto não os descobrem” [2].

Essa presença real no Santuário traz grande alegria, mas também o compromisso de viver as exigências como resposta de amor. E muito mais ainda se levar em conta toda a rede de Santuários: Lar, Paroquial, coração – “Eu me estabelecerei” vale para cada um deles. Como demonstrar toda a alegria e a gratidão por essa presença? Cada um pode encontrar sua própria resposta, neste dia da Aliança, e depositá-la no Capital de Graças.

Abrir o texto da renovação da Aliança (17h – horário da Alemanha)

Foto: Ir. M. Nilza Pereira da Silva

[1] O que significa o Santuário de Schoenstatt?
Pe. Hernán Alessandri Morandé. 2ª Edição. Editora Palloti

[2] Pe. José Kentenich. Às segundas-feiras ao anoitecer, vol 3, pág 116.

Fonte: Schoenstatt Brasil

Share

with your loved ones

Related articles that may interest you