Procurar
Close this search box.

Schoenstatt
Movimento Apostólico

Unidos somos mais fortes: segundo Café para casais na Itália

By: Vanda Rebuffat e Eugenio Minici

Depois do primeiro encontro “Café para Casais”, no qual participaram vários esposos de Terricciola, Pisa, os mesmos participantes decidiram continuar um caminho de crescimento, com vista à criação e consolidação de uma comunidade de casais, inspirada na espiritualidade do Movimento de Schoenstatt. No sábado, dia 16 de março, aconteceu o segundo encontro deste novo ciclo de encontros, com o tema “Unidos somos mais fortes”. O encontro, como sempre, foi animado por dois casais da União de Famílias de Roma.

O tema começou com a leitura de uma passagem do Evangelho de João que pode ser resumida assim: “Que todos sejam um, como tu, Pai, que estás em mim e eu em ti” (cf. Jo 17,21).

A importância da comunicação no casamento

Em seguida foi apresentado o tema do encontro, que abordou os seguintes pontos:

– Com o casamento selamos a nossa aliança, uma união que quer ser expressão do amor de Deus pela humanidade. Os fios da nossa vida se entrelaçam cada vez mais, revelando-se mutuamente no nosso dia a dia, com os nossos pontos fortes e fracos.

– Como podemos viver melhor o nosso casamento e moldar a nossa vida juntos? A imagem do nosso vínculo pode crescer se nos abrirmos um ao outro com sinceridade, comunicando as nossas necessidades emocionais, espirituais e físicas. Desta forma, nosso casamento é fortalecido e transformado em uma comunidade resiliente.

Sobre o projeto: acompanhar com a pedagogia de Schoenstatt

Os membros da União de Famílias de Schoenstatt criaram e realizam, já há alguns anos, o caminho de crescimento espiritual e humano denominado “Caffè delle Coppie”, cujo nome é inspirado no café que, na Itália, não é apenas uma bebida, mas sim uma ocasião social, encontro com amigos ou cordialidade com novos conhecidos.

Trata-se de uma iniciativa de apostolado dirigida a casais, noivos ou, inclusive, a casais que simplesmente moram juntos, para aproximá-los e familiarizá-los com os valores cristãos e acompanhá-los com a pedagogia de Schoenstatt. Esta proposta já aconteceu com grupos de casais no Santuário de Roma Cor Ecclesiae, dirigido pelas Irmãs de Maria; no Centro Internacional de Belmonte-Roma, onde, depois do Café para Casais, foi criado um grupo da Liga que já fez sua aliança matrimonial e que se reúne permanentemente para um caminho mais profundo de crescimento espiritual; na paróquia dos Santos Padroeiros de Roma, dirigida pelos Padres de Schoenstatt; na paróquia de Sant’Aquila e Priscila, em Roma; e, finalmente, na Toscana, com casais da cidade de Terricciola, em colaboração com o sacerdote local.

Impulsionar a riqueza do casamento

A função do Café para Casais é reunir-se com casais para oferecer-lhes um ambiente acolhedor onde possam se aproximar da espiritualidade de Schoenstatt e dos valores cristãos em geral. Da mesma forma, trata-se de vivenciar, na dimensão do dia a dia, momentos de diálogo em casal, incluindo formas de valorizar a vida diária e fortalecer a relação. A ideia é fortalecer os vínculos como casal e oferecer-lhes a participação em um grupo para acompanhá-los à aliança e, então, abri-los à possibilidade de formar um grupo da Liga de Famílias. Em última análise, trata-se de aproximá-los da experiência cristã da vida matrimonial.

Manter o fogo do amor diante das alegrias e limitações

Sobre o encontro Terricciola: Sentimos uma unidade, rica em diversidade. Uma unidade que vê no outro um dom precioso, uma fonte de enriquecimento. A partir desta unidade configuramos a nossa vida, conscientes de que Deus nos acompanha na realização do projeto de amor do nosso casamento.

Nossa união está destinada a ser uma bênção. No caminho da vida nos unimos a uma pessoa que nos ama, permitindo que nossa capacidade de amar cresça cada vez mais. Juntos experimentamos a alegria, mas também o sofrimento que deriva das nossas limitações. Unidos, nos esforçamos para manter vivo o fogo do nosso amor. Quando nos unimos a outra pessoa, nossa união se fortalece.

A importância da comunidade

Com a proximidade de outras pessoas descobrimos que todos enfrentamos desafios semelhantes, embora de formas diferentes. Podemos compartilhar as nossas alegrias, sabendo que não somos ilhas, mas sim parte de uma rede resiliente.

Pertencer a um grupo ou comunidade nos traz bênçãos adicionais. Nestas comunidades descobrimos valores compartilhados que nos dão confiança e apoio em situações difíceis. A oração mútua nos fortalece e, nos momentos de força, as nossas energias se multiplicam, permitindo-nos atuar juntos para o bem comum e moldar o mundo de acordo com os nossos ideais.

Perguntas que ajudam a reavaliar a relação

Após a divulgação do tema do encontro, houve um momento de diálogo por casais, a partir das seguintes questões:

– De que forma sou enriquecido pelo meu cônjuge?

– Em que momento da vida ou em que situações de crise que vivemos que o fato de ter vínculos afetivos com outras pessoas nos fortaleceu como casal?

Chave: vínculos a pessoas, ideias e lugares

Concluindo, se pode dizer que na união do casal floresce o amor que vê no outro o potencial não expressado. O homem deve ter vínculos, de alguma forma, no plano natural com todas as fibras da sua alma. Se não tivermos vínculos, na mesma medida em que não tivermos conexão, haverá uma ruptura na alma. O ser humano normalmente desenvolvido necessita de um organismo de vínculos com lugares, pessoas, ideias. O homem deve estar enraizado em um organismo de vínculos e ser saudável na medida em que esse organismo de vínculos o proporciona. (cf. J. Kentenich 2-5 de outubro de 1951).

Share

with your loved ones

Related articles that may interest you