Procurar
Close this search box.

Schoenstatt
Apostolic Movement

Três novos padres de Schoenstatt para a Igreja

By: Manuel José Lorca Castelblanco

Foi uma festa muito alegre, próxima e familiar…

No último sábado, 28 de agosto, foram ordenados três novos padres chilenos da Comunidade dos Padres de Schoenstatt. São os padres Joaquín Lobos, Sebastián Espinoza e Sergio Abarca. Receberam a ordenação de Dom Alberto Lorenzelli, Bispo auxiliar de Santiago. Foi uma festa muito alegre, próxima e familiar, na qual foi possível viver e festejar, acompanhando estes irmãos que receberam este grande presente de iniciar o seu ministério sacerdotal.

Uma das peculiaridades dessa ordenação tem a ver com o contexto atual da pandemia que continuamos a vivenciar. A comemoração pôde ocorrer após quatro tentativas de datas possíveis. Além disso, ao contrário de outras ordenações, a celebração se realizou no Colégio Maior Padre José Kentenich, seminário dos Padres de Schoenstatt no Chile, onde eles próprios se formaram e viveram por tantos anos. Um deles expressou que foi um presente poder ser ordenado em um lugar que tanto o marcou e no qual se sentia em casa.

 

 

Os novos sacerdotes querem presentear um Jesus amigo, que compartilhe a vida conosco.

Na procissão de entrada, o coro cantou: “Cantarei para sempre a tua bondade, Senhor, e celebrarei o teu abraço criador.” Não é isso mesmo o sacerdócio? Cantar para sempre a bondade e o amor do Senhor, para sempre ser seu sacerdote, e celebrar em cada sacramento e na Eucaristia o seu abraço criador, de vida em abundância para todos os homens e mulheres. Celebrar sua proximidade e amizade, como dizia a passagem que escolheram para este dia: “Vós sois meus amigos” (Jo 15,14). No agradecimento, os novos sacerdotes destacaram a imagem de Jesus que querem presentear aos outros, um Jesus amigo, que partilha a vida conosco e vem ao nosso encontro para nos dar a alegria de viver com Ele, para Ele e nele.

Ao invocar nas ladainhas todos os santos e santas de Deus, os ordenandos se prostraram no chão em sinal de humildade e desprendimento. Um detalhe especial daquele dia, que estava nublado, é que na metade do cântico apareceu o sol. Era como se Deus, junto a todos os seus santos, os abençoasse com sua luz e calor, dando-lhes a sua presença e a efusão do seu Espírito naquele dia tão especial, em que lhe diriam Sim para sempre.

O seu sacerdócio: é um dom para todos, para Schoenstatt, para a Igreja e para o mundo

No agradecimento final, foi feita referência a todas as pessoas e lugares que marcaram a vida e o caminho destes nossos irmãos, os quais foram uma parte importante do seu caminho para o sacerdócio. Muitos deles não podiam estar fisicamente, alguns já haviam partido para a Casa do Pai. Naquele raio de sol todos estavam presentes, aqueles que são e aqueles que foram, também aqueles que virão e aqueles que serão confiados a eles.

A família da Igreja no céu e na terra estava em festa naquele dia, encheu-se de alegria ao testemunhar aquele dom imerecido que nossos irmãos receberam, que é um dom para todos, para Schoenstatt, para a Igreja e para o mundo. Um presente de Deus, um presente de amor, alegria e amizade. Porque amizade é isto: um dom, uma doação. E que amizade maior do que a de Cristo, que deu a vida para nos salvar e ser seus amigos para sempre.

 

Share

with your loved ones

Related articles that may interest you