Procurar
Close this search box.

Schoenstatt
Movimento Apostólico

O Santuário Original acolhe os peregrinos de idioma português

By: Ir. M. Isabel Machado

Os coordenadores decidiram por esse título porque, a coroa e o cetro, deveria expressar a realidade da visita que Nossa Senhora faz aos seus filhos, pela Imagem Peregrina. Ao mesmo tempo expressa a missão da Mãe, na realidade de seus filhos migrantes.

Percebe-se que a maioria das pessoas que deixam seus países de origem e buscam um lugar em um outro país, em que distantes da própria família, dos costumes com os quais cresceu; com outro clima, mentalidade e modo de ser e viver a fé – muitas vezes perdem a fé, buscando outras religiões e até deixando de acreditar. Por isso, ao receber a coroa, Nossa Senhora recebeu como tarefa: resgatar, acolher e fecundar (a vida, as obras, o coração) para que haja sempre a paz!

Um dia de graças

Já pelas 10 horas, do domingo, o pátio da Igreja da Adoração, no Monte Schoenstatt, estava repleto dos cerca de 350 ou 400 peregrinos que chegavam para a Santa Missa. Eles vinham de diferentes países e lugares. A alegria do retorno, após os 2 anos de pausa, devido a pandemia, expressava a unidade entre eles. Seus cantos ressoaram pela Igreja e a oração fluía fácil dos corações. O Santuário Original

No início da Missa presidida pelo Pe. Antonio Bracht, juntamente com Pe. Marcos Leite (Colônia) e Pe. Emerson Rossine de Lima (Bélgica), a “Rainha” foi conduzida pelas crianças até o altar. Em sua homilia, Pe. Antonio relaciona o evangelho do bom samaritano com a situação dos migrantes: “Hoje, vamos pensar nas pessoas que possuem a mesma situação que nós…. Há muita gente na ‘beira do caminho’. Espiritualmente, não estão caminham e vieram aqui para terras novas, pensando no futuro e nas possibilidades que esses países oferecem… Mas, hoje estão ‘jogados’ na beira do caminho (espiritual). Não estão numa Peregrinação! Não conhecem uma comunidade que fala o seu idioma e que os acolha. Nós precisamos de encontro e essas pessoas não possuem encontro. Então, o que precisamos? Resgatar! Como o Bom Samaritano ter um olhar para eles.”

 

Recebe a coroa!

Na parte da tarde, após as partilhas no almoço, nos reunimos para a Adoração e bênção do Santíssimo, que é também um momento forte e importante nas Peregrinações. Os cantos e orações foram dirigidos pelo Pe. Marcos e ajudaram os peregrinos no encontro com o Senhor.

Então, com a Rainha, todos se dirigiram ao Santuário Original para o momento da coroação. Com uma oração própria, cada peregrino podia coroar individualmente uma pequena Imagem Peregrina – como símbolo de que Nossa Senhora quer ser Rainha da Esperança e do Amor em cada coração.

Esse momento da coroação da Imagem Peregrina para as Comunidades foi especialmente marcante. Pelas mãos de duas crianças, nossa querida Mãe recebeu a coroa e o cetro e com eles “a autoridade maternal sobre seus filhos!”

A alegria de estar presente

O Santuário Original

Este dia de graças terminou com a queima dos bilhetes onde estavam escritos as ofertas ao Capital de Graças. “Como me faz bem estar na casa da Mãe… é um bálsamo para a alma,” comenta um participante. Outros afirmam a mesma coisa: “Foi uma honra participar desse momento!” “Meu esposo, eu, meu filho ficamos muito felizes com tudo o que vimos, ouvimos, e por termos participado desse dia tão incrível da Peregrinação. Foi muito bom podermos ter ajudado. Chegamos em casa com o coração mais leve!”

Há uma grande alegria de sabermos que no próximo ano  poderemos novamente nos encontrar, no dia 18.06.2023!

E a Rainha coroada?

Ela “partiu às pressas’, com seus filhos de Amsterdan, na Holanda, para visita-los em seus lares, iniciando assim sua Peregrinação oficial entre as cidades e países!

Contexto dessa coroação:

Muitas pessoas sonham em viver em outros países, especialmente na Europa. Sonham com uma vida mais tranquila, mais segura, com mais possibilidades para os filhos, mais recursos. E as pessoas de idioma português a não fogem à regra!

Desde 2011, a Mãe de Deus, no Santuário Original em Schoenstatt, abre cada ano seu coração de modo especial para acolher a peregrinação de seus filhos que falam português. Por todo lado, ouve-se os cantos e as preces com acentos diferentes, pois esses peregrinos são nativos de Portugal, de Guiné Bissau, Cabo Verde ou de diferentes regiões do Brasil.

A primeira peregrinação deles foi motivada por um sacerdote de Pernambuco, Pe. Marcos Leite, cuja mãe foi Missionária da Mãe Peregrina no Brasil. Pe. Marcos trabalha numa Comunidade de expressão portuguesa em Colônia. Desse início pequeno, a Peregrinação cresceu a cada ano e se estendeu a pessoas de língua portuguesa de outros países além da Alemanha: Luxemburgo, Holanda e Bélgica.

No ano passado, surgiu a ideia de coroar a Mãe de Deus, para celebrar e agradecer os dez anos de graças. Para preparar esse encontro especial, foi enviada uma Imagem Peregrina para visitar as diferentes comunidades de idioma português, nesses países.

Veja os álbuns de fotos dessa peregrinação na:

Igreja da Adoração

Santa Missa

Santuário Original

Fonte: Schoenstatt.br

Share

with your loved ones

Related articles that may interest you

Diakone

Diáconos Permanentes nos passos de João Pozzobon

Representantes nacionais do diaconato no Brasil visitaram Santa Maria para conhecer a vida e a obra do diácono João Pozzobon. O diácono Flávio Antônio expressou: “Profundamente emocionado posso dizer: Obrigado Mãe Rainha Três Vezes Admirável de Schoenstatt, obrigado meu irmão em Cristo, diácono João Luiz Pozzobon.

Read More »