Sob o lema “Arrisca e Confia!”, aconteceu no primeiro fim de semana de setembro o Festival da Fé e da Juventude de Schoenstatt da Alemanha, a poucos quilômetros de Coblença. “Queremos focar na confiança e olhar para cima com esperança”, formulou a equipe principal do festival. O evento é planejado e preparado há quase um ano.

Sarah Tasch, a apresentadora, acolheu mais de 300 jovens de toda a Alemanha no local onde o Movimento de Schoenstatt se originou. Desde 2006, a Noite do Santuário acontece no primeiro fim de semana de setembro.

O ambiente especial da Noite do Santuário atrai sempre os jovens e permite-lhes, juntos, “recarregar as baterias” durante este fim de semana. O festival aborda questões importantes da vida, traz momentos de espiritualidade, fé e celebração.

O festival é celebrado na grande praça dos peregrinos no Vale de Schoenstatt (Foto: Brehm)

O lema “Arrisca e Confia” se torna concreto

Já é tradição que a manhã de sábado seja dedicada ao debate sobre o tema do evento. Neste ano, o lema escolhido é “Arrisca e confia!” Para aprofundá-lo, a equipe do programa escolheu um formato de podcast ao vivo. As contribuições gravadas no podcast destacam diferentes perspectivas sobre o lema: por exemplo, Rima, uma imigrante, diz que correr riscos pode ajudá-la a seguir em frente.

Um interessante debate sobre o tema da prostituição forçada, no qual os participantes do público também puderam contribuir com perguntas (Foto: Brehm)

Jana, que trabalha como investigadora de crimes cibernéticos, contrasta o perigo de ser influenciada negativamente por um fluxo constante de más notícias com o fato de que há muito mais notícias boas do que ruins, se conseguirmos percebê-las. Constanze Falkenberg, que perdeu o marido e os três filhos num acidente de trânsito, fala sobre sua experiência de que se pode esperar um desenvolvimento positivo no futuro, confiando firmemente em Deus.

A contribuição de Sarah, que se dedica a ajudar no resgate marítimo de refugiados, deixa claro que o desespero e a confiança andam no mesmo barco. O pároco Pe. Jörg Meirer, responsável por uma paróquia afetada por uma catástrofe de inundação há dois anos, sublinha que é tarefa dos cristãos de hoje levar a confiança ao mundo a partir de uma esperança pascal. O fato de que a motivação para viver uma vida confiante também pode levar a ações correspondentes fica claro na palestra do Padre de Schoenstatt Pedro Kühlcke, que relata o trabalho da Família de Schoenstatt no Paraguai para jovens que cometeram crimes. A sua experiência mostrou que não bastava acompanhar os jovens na prisão, mas também era necessário apoiá-los depois do período de prisão.

O ponto alto da Noite do Santuário é a celebração da Aliança de Amor

A celebração da Aliança de Amor na Noite do Santuário 2023 começa com uma emocionante dança de Elisabeth Schulz em frente ao altar da Igreja dos Peregrinos. Ela traduz em dança o sentimento atual da vida: “Tudo parece pesado”.

As canções, impressionantemente apresentadas musicalmente, assim como a excepcional iluminação contribuem para criar uma sensação especial (Foto: Ir. Francine-Marie Cooper)

Testemunhos sobre a Aliança de Amor

A seguir, cinco jovens expressaram em breves testemunhos o que significa para eles a Aliança de Amor. Falaram sobre a ajuda na luta pelo caminho da fé: Maria, que era completamente humana, pode ajudar-nos nesta luta. Outro testemunho deixa claro que a Aliança de Amor pode ajudar especialmente nos momentos difíceis, “quando você precisa de alguém cuja mão você possa segurar com segurança. Como uma ponte, me conectou com Jesus”. Sentimo-nos um instrumento da Mãe de Deus, disse outro jovem, “e ela coloca ao meu lado, grandes pessoas”. A Aliança de Amor lembra-lhes de valorizar os pequenos momentos de amor e alegria do dia a dia e isso os torna gratos, expressa a quinta contribuição.

Moldar o estilo de vida com um olhar na mensagem de Jesus

Com cantos e velas, caminharam em direção ao Santuário Original sob o brilho da lua quase cheia. A iluminação colorida das árvores e da capela de Schoenstatt proporcionaram um ambiente especial. Os participantes reuniram-se em torno da Cruz da Unidade e de um Santuário de acrílico, que continha centenas de cartas escritas nos anos anteriores. É um momento muito especial quando os jovens renovam a sua Aliança de Amor com a simples oração da Pequena Consagração no lugar onde Schoenstatt surgiu há mais de 100 anos. “Tu chamas todos nós a assumirmos a responsabilidade pelo futuro e pela Igreja e a moldar o nosso estilo de vida tendo em mente a mensagem de Jesus”, rezam os jovens.

Chegada ao Santuário Original (Foto: Ir. Francine-Marie Cooper)

Confie que há alguém que vai te levantar

Uma história de fé, dúvida e crescimento caracteriza a missa de encerramento da Noite do Santuário 2023, para a qual os jovens participantes se reuniram novamente na manhã de domingo no local do festival em Schoenstatt, Vallendar. Depois da longa noite com o show de talentos em palco aberto, a renovação da Aliança de Amor e as atividades festivas, o presidente da celebração, Pe. Johannes Oelighoff, de Stuttgart, enfatizou nas suas palavras iniciais que esse era o momento para celebrar a presença do convidado especial, Jesus.

Arriscar-se e confiar em Jesus

“Arrisca e confia” é o lema para se lançar para a vida, enfatizou o Padre de Schoenstatt Jakob Busch, de Munique, em sua homilia. Ele disse que cada pessoa tem o seu próprio ritmo. Alguns adoram saltar para o desconhecido, outros já se encolhem com a palavra “risco” – e entre eles existem muitas nuances diferentes, que dependem sempre da respectiva fase da vida e do próprio estado de ânimo do dia. “Em todo caso, o risco tem algo a ver conosco e não nos deixa indiferentes. A disposição para correr riscos é um primeiro passo que nos permite crescer”.

O Pe. Johannes Oelighoff, de Stuttgart, é o presidente da celebração na missa de encerramento (Foto: Denkinger)

Esta é também uma mensagem profunda sobre a passagem do Evangelho que os participantes acabaram de ouvir, Jesus caminhando sobre as águas. “Esse encontro entre Pedro e Jesus é, em última instância, uma história de fé, dúvida e crescimento: um espelho maravilhoso para o nosso próprio relacionamento com Deus”. O Evangelho deixa claro que Pedro se arrisca na tempestade e no caos da noite e dá, assim, o primeiro passo decisivo. “Na relação entre Deus e o homem, somos convidados a dar este passo em direção a Deus”. O gesto de arriscar-se, apesar de todas as dúvidas, deve partir do ser humano. “Porque se ficar no barco, não experimentará a força de quem te tira da água!”, disse o sacerdote, que motiva os participantes a se aventurarem em suas vidas com confiança em Deus e a dizerem com certeza “Agora estou no jogo”. “Confie que há alguém que irá te levantar.”

Com informações de: schoenstatt.de