Procurar
Close this search box.

Schoenstatt
Apostolic Movement

Franz Reinisch – “Tocha de amor e paz”

By: Heinrich Brehm

O dia 21 de agosto de 2023 marca os 81 anos da morte do Pe. Franz Reinisch, SAC. Sua decisão de se recusar a fazer o juramento de fidelidade a Hitler foi tomada com a convicção de que só pode haver um “ou” entre a fé em Jesus Cristo e a ideologia dos nazistas, mesmo que isso lhe custasse a vida. O postulador da Causa de Beatificação de Franz Reinisch, Pe. Heribert Niederschlag, deixa isso claro em uma entrevista a Schoenstatt Internacional.

Como está hoje o Processo de Beatificação do Pe. Reinisch?

O Processo de Beatificação do Pe. Reinisch segue em Roma. O que é importante, em primeiro lugar, é a preparação de uma Positio (uma documentação científica sobre a vida, o trabalho e a morte de Franz Reinisch, com atenção especial à sua busca pela virtude – nota do editor), que o relator responsável preparará e passará para outras comissões para avaliação. A Positio está sendo preparada atualmente.

Pe. Heribert Niederschlag (foto: Brehm)

Como o senhor vê a relação das pessoas com Franz Reinisch? Há devotos? Sua memória permanece viva?

Reinisch tem sido venerado desde sua morte, e ainda mais nos últimos anos. Os membros do Movimento de Schoenstatt são os principais responsáveis pela difusão da memória de Franz Reinisch, mas também os palotinos o fazem. Estou particularmente contente com o fato de que sua veneração também é muito difundida na América do Sul.

Na América Latina é muito comum ouvir os jovens do Movimento de Schoenstatt cantando entusiasmados o “Hino de Franz Reinisch”. Ele inspira a juventude. O senhor percebe essa internacionalidade no Processo de Beatificação? Em geral, são mais os jovens que são tocados pela memória de Reinisch, ou pessoas de todas as idades?

Pe. Franz Reinisch tem admiradores em todas as gerações. Fico feliz que especialmente os jovens estejam cada vez mais interessados nele. A devoção não se limita à América do Sul, mas está presente sobretudo onde os schoenstattianos e palotinos trabalham (por exemplo, na África e na Ásia).

O senhor já trabalha há vários anos neste Processo de Beatificação; o que mais te impressiona na vida de Reinisch?

Fiquei particularmente impressionado com o desenvolvimento espiritual nos vários estágios de seu processo de tomada de decisão. Seu instinto político o advertiu contra os nazistas desde o início. Assim como Dietrich Bonhoeffer, ele descartou qualquer cooperação com os nazistas. Entre cristãos e nazistas só pode haver um “ou”, não um “ambos”. Sua análise seria confirmada mais e mais a cada ano. A visão clara de que a decisão de recusar o juramento de fidelidade a Hitler poderia lhe custar a morte não o impediu de permanecer fiel a ela. Essa clareza interna e inequívoca do caminho de sua vida, de que se deve obedecer a Deus mais do que aos homens, me impressiona profundamente e é confirmada em sua vida.

Em sua opinião, o que Franz Reinisch tem a ensinar para os homens de hoje?

Especialmente na Europa, observamos um declínio no conhecimento de nossa fé e uma diminuição na apreciação da vida da Igreja. O testemunho de vida de Reinisch deixou claro o que a fé é capaz de nos desafiar a fazer e o que ela também é capaz de fazer. Ele escreveu na prisão que, em Berlim, de onde a tocha do ódio e da morte foi lançada ao mundo, ele queria se tornar uma “tocha de amor e paz” para os seus contemporâneos e para as gerações futuras. Somente dessa forma podemos ter esperança em um mundo mais humano.

Comemoração do 81º aniversário da morte do Padre Franz Reinisch

O Fórum Franz Reinisch realiza uma vivência em memória de Franz Reinisch no Santuário Original de Schoenstatt, Vallendar, no domingo, dia 20 de agosto de 2023, às 19h30min. Um profundo vínculo com a Mãe Três Vezes Admirável de Schoenstatt fez com que ele encontrasse um lugar de abrigo e acolhida na capela de graças em Schoenstatt. Reinisch, o único sacerdote que se recusou a fazer o juramento de fidelidade a Hitler, foi decapitado em Brandenburg-Görden em 21 de agosto de 1942. A parte diocesana do Processo de Beatificação do Pe. Franz Reinisch foi concluída em 2019 e os arquivos foram entregues ao Dicastério para as Causas dos Santos em Roma.

Share

with your loved ones

WhatsApp
Facebook
X
Print
Email