Procurar
Close this search box.

Schoenstatt
Apostolic Movement

Décimo Encontro Mundial das Famílias: O casamento é difícil e precioso.

By: Enrique Soros

O Décimo Encontro Mundial das Famílias está sediado nas dioceses do mundo e no Vaticano, como centro principal, embora de forma muito reduzida, por motivos da pandemia de Covid. O evento vai de 22 a 26 de junho, e na primeira tarde, contou com a presença do Papa Francisco, quem inspirou aos participantes, tanto presenciais quanto virtuais, a aprofundar os vínculos matrimoniais e a viver de forma heroica os valores cristãos da família.

O evento consiste em várias conferências, ministradas em diferentes idiomas, geralmente por casais, abrangendo a mais variada realidade que compõe a vida conjugal e familiar.

Encuentro de las familias
Foto: Martin Soros

Acompanhamento

Uma das apresentações foi feita por Eduardo de la Paz e Mónica González, da Espanha, que abordaram o tema “Acompanhamento nos primeiros anos de casamento”. Eles começaram sua contribuição expressando que desde o casamento “foram cerca de sete anos cheios de dificuldades, mas também de alegrias e encontros preciosos”. E caso sua perspectiva sobre a dualidade da vida conjugal não fosse clara, eles expressaram estar “convencidos de que o que nos espera é incrivelmente bonito, sabendo também que virão testes que superaremos juntos”.

“Mas isso nem sempre foi assim”, eles continuam. “Fizemos os cursos pré-matrimoniais, sabíamos de tudo… bem, foi o que pensamos… Preparamos a cerimônia com muito carinho e tivemos um casamento lindo e uma lua de mel muito divertida… e depois disso voltamos para casa… e encontramos com a realidade. A convivência com o outro, estar longe de casa, assumir novas tarefas e responsabilidades, chegar a acordos… tampas de gel abertas, máquinas de lavar, roupas no chão, decidir se vai usar guardanapos de papel ou de pano e um longo etc… definitivamente… criar um ‘nós’.”.

E assim expressam seu despertar para a dura realidade do casamento: “Pouco a pouco fomos percebendo que a vida cotidiana exigiria esforços, renúncias e sacrifícios. E então… nos encontramos sozinhos.”.

Casamentos cristãos em meio a um mundo vazio

E então eles colocam seu relacionamento no contexto social do mundo: “Nestes tempos, os casais se casam em uma sociedade hedonista, individualista e relativista, onde nos são transmitidas ideias sobre relacionamentos amorosos, sexualidade, dinheiro, prazer que em inúmeras ocasiões atentam contra a dignidade do matrimônio e da família. Hoje, mais do que nunca, precisamos de luz e esperança. Não queremos ser um casamento mundano, de acordo com as modas do momento, queremos ser o casamento que Deus planejou para nós, e não podemos fazer isso sozinhos. Precisamos da nossa Mãe Igreja, que acolhe, ilumina e acompanha”.

Amoris laetitia, capítulo 6

Em seguida, dão os sinais para que, como Igreja, o acompanhamento dos jovens casais seja levado a sério: “Agradecemos ao Santo Padre a preocupação com o acompanhamento nos primeiros anos de casamento, dedicando uma seção inteira do capítulo seis de Amoris Laetitia. No número 217, o Papa Francisco indica que ‘torna-se essencial acompanhar os primeiros anos de vida conjugal para enriquecer e aprofundar a decisão consciente e livre de pertencer-se e amar-se até o fim’.”.

E concluem: “Agradecemos ao Papa Francisco e ao Dicastério para os Leigos, a Família e a Vida pela recente publicação de ‘Itinerários Catecumenais para a vida matrimonial’, um documento que responde às necessidades dos noivos e jovens casais, para uma renovação pastoral na vida conjugal”.

Edu e Mónica encontraram um acompanhamento profundo no grupo “FamilyRock”.

Temas que cobrem um amplo espectro da vida familiar

O Encontro trata das mais variadas experiências da vida familiar, como Centrar a família em Cristo, com Sandrine e Guillaume Haudebourg; Transmitindo a fé aos jovens de hoje, com Massimo e Patrizia Paloni; Redes sociais: um ambiente para nossas crianças?, com Gustavo Huguenin e Fabíola Goulart; Entre os migrantes, com Isabelle Vanceulebroeck e François Delooz; Vocação e missão nas periferias existenciais: nos vícios, com María Paula Casanova e Valerio Santoro; Sempre acolher a vida a nascer, com Gian Luigi De Palo e Anna Chiara Gambini.

O Encontro Mundial das Famílias
Foto: Martin Soros

Schoenstatt presente

Participam do encontro 26 membros da Família de Schoenstatt, como representantes de conferências episcopais e de outros lugares da Igreja. Está sendo produzido um vídeo no qual esses membros expressam sua experiência deste evento em 15 segundos cada, para compartilhar suas experiências com a Família de Schoenstatt no mundo.

Uma contribuição de Schoenstatt é a Pastoral da Esperança, com o título “Acompanhamento espiritual para novas uniões”, com Stella e Víctor Domínguez Acosta, do Paraguai, na qual cobrem o apostolado com a inclusão no seio da Igreja de pessoas separadas e vivendo em nova união.

Nas redes sociais de Schoenstatt Internacional, as experiências do Encontro são compartilhadas por meio de fotos e outros meios.

Mais informações sobre o Encontro Mundial das Famílias podem ser acessadas em:  www.romefamily2022.com  y de www.laityfamilylife.va

Share

with your loved ones

Related articles that may interest you