Procurar
Close this search box.

Schoenstatt
Movimento Apostólico

Começa o “Ano da Oração” – Rumo ao Jubileu da Igreja

By: Vatican News

“Peço a vocês que intensifiquem a oração para viver esse tempo de graça”, disse o Santo Padre, em seu anúncio oficial. O Ano da Oração – 2024 – foi aberto pelo Papa Francisco neste domingo, 21 de janeiro, o Domingo da Palavra de Deus. Após a catequese, ao final do Angelus, o Papa lembrou aos 20 mil fiéis e peregrinos presentes na Praça São Pedro que “os próximos meses nos levarão à abertura da Porta Santa, com a qual iniciaremos o Jubileu”.

Peregrinações de oração

Em preparação para o Ano Santo de 2025, a Igreja em suas várias dioceses, seus grupos, pastorais e movimentos, é convidada a promover momentos de oração individual e comunitária. A proposta é de “peregrinações de oração” rumo ao Jubileu ou itinerários de escolas de oração com etapas mensais ou semanais.

Para viver este ano da melhor forma, o Dicastério para a Evangelização publicará uma série de “Notas sobre a oração”, para colocar novamente no centro a relação profunda com o Senhor, através das muitas formas de oração contempladas na rica tradição católica.

Para acompanhar as notícias e ter acesso aos materiais que serão publicados, acesso o site oficial do Jubileu 2025 – iubilaeum2025.va/pt

A preparação ao Jubileu

Nos anos que antecedem o grande jubileu da Igreja, uma trajetória foi proposta, incluindo estudo e oração. 2023 foi dedicado ao estudo dos materiais do Concílio Vaticano II e à redescoberta do ensinamento conciliar.

Já 2024 será um tempo dedicado à oração, incluindo peregrinações e itinerários de formação. Baixe o App do jubileu clicando aqui.

Com informações de: vaticannews.va/de

Share

with your loved ones

Related articles that may interest you

Papa proclama a Bula do Ano Santo de 2025

“Spes non confundit” é o título da Bula de proclamação do Ano Santo de 2025. Dentre tantos pedidos, o Santo Padre também convida os “peregrinos que vierem a Roma” a rezar nos santuários marianos da cidade para invocar a proteção de Maria, de modo a “experimentar a proximidade da mais afetuosa das mães, que nunca abandona os seus filhos”.

Read More »