Procurar
Close this search box.

Schoenstatt
Movimento Apostólico

O terceiro dia das celebrações do jubileu em Schoenstatt

Agathe Hug

Um tríduo tem 3 dias… Em 1º de junho de 2024, cerca de 80 pessoas se reuniram às 15 horas, na capela da Casa da Aliança, para a Santa Missa. É o terceiro dia das celebrações do jubileu de 31 de maio em Schoenstatt, Alemanha.

A música ficou a cargo do Pe. Guillermo Agustín Alvarez e do Pe. Pedro Kühlcke. O Pe. Alexandre Awi Mello foi o presidente da celebração e o Pe. Eduardo Aguirre fez a homilia.

O atual administrador da casa, Werner Philipps, deu as boas-vindas à Família de Schoenstatt reunida e explicou que a Casa da Aliança, em Schoenstatt, fora escolhida para a apresentação da recém-editada “Epistola perlonga” porque era a casa onde o Pe. Kentenich de fato morava em 1949, na época do terceiro marco. É a casa onde se encontrava o centro da vida de Schoenstatt naquele período.

A esperança de um novo compromisso com a missão de Maria em nosso tempo

O Pe. Eduardo Aguirre, postulador no Processo de Beatificação do Pe. Kentenich, tocou dois pontos centrais em sua homilia: 31 de maio de 2024 é (1.) por um lado, uma celebração jubilar e (2.) também associamos esperança a esse jubileu.

São 75 anos do 31 de maio de 1949, mas também de um novo amanhecer da graça. E com esse jubileu, somos chamados a seguir mais uma vez os passos de nosso Pai e Fundador.

Também é compreensível que o bispo de Trier, o Santo Ofício e a direção dos palotinos vejam muitas coisas de forma diferente do Pe. Kentenich e sejam incapazes de ver qualquer intrusão divina em suas ações. Eles percebem a “Epístola perlonga” e a atitude do Pe. Kentenich associada a ela como rebelião e desrespeito e acreditam que eles têm que criar “ordem” em Schoenstatt.

A esperança que associamos ao Jubileu é a esperança de um novo compromisso com a missão de Maria em nosso tempo.

E o momento que todos esperam com entusiasmo é a apresentação da nova edição da chamada “Epistola perlonga”, a longa carta, cuja primeira parte o Pe. Kentenich colocou sobre o altar do Santuário inacabado de Bellavista, no Chile, em 31 de maio de 1949, e com a qual ele (mais uma vez) colocou a si mesmo e sua Família de Schoenstatt à disposição de Maria, dizendo: Mãe de Deus, a Obra é SUA.

Todos estavam entusiasmados, pois essa obra do Pe. Kentenich, com 400 páginas, por razões históricas só fora lida por acadêmicos e pesquisadores. Assim, as 60 cadeiras disponibilizadas não foram suficientes para todos que queriam ouvir. O pequeno salão não comporta a todos. Alguns ouvintes sentam-se na sala ao lado e assistem à transmissão ao vivo em seus celulares, que pode ser vista pelo canal Schoenstatt TV.

A apresentação dos pesquisadores

Em segundo lugar, o Sr. Philipps dá as boas-vindas aos dois professores que examinaram meticulosamente cada palavra do Epistola perlonga, rastrearam as fontes citadas e forneceram todo o trabalho com 1.000 (!!!) notas de rodapé. O Sr. Philipps repetidamente lhes faz perguntas, que eles respondem com grande competência e grande discernimento.

É um evento com informações factuais, por um lado, mas também com declarações muito convincentes e emocionantes por parte dos dois professores, que não têm medo de responder às perguntas sobre o que a edição do documento fez com eles pessoalmente e se, ou se sim, como isso mudou sua relação com o Pe. Kentenich, a quem nós e eles chamamos de nosso fundador, mas também de nosso pai.

O que despontou no final foi um novo entusiasmo, também transmitido pela maneira animada do Prof. Söder e do Prof. Gerwing, de que, embora seja um desafio participar da missão do Pe. Kentenich e de Schoenstatt, também podemos agir com autoconfiança, como schoenstattianos, e realmente não precisamos esconder nosso Pai e Fundador, mas falar sobre ele livremente.

Após a canção do jubileu de 2014, com a qual o evento termina, todos são convidados a se deliciar com empanadas, café e bolo e a conversar uns com os outros.

Para todos aqueles que não puderam passar esses dias em Schoenstatt e para todos aqueles que gostariam de celebrar novamente esses momentos, aqui estão os links para as gravações de Schoenstatt TV em alemão.

Tradução: Karen Bueno

Compartilhar

com seus entes queridos

Artigos relacionados que podem lhe interessar