Procurar
Close this search box.

Schoenstatt
Movimento Apostólico

Juventude: “Estamos aqui porque tivemos coragem de sonhar”

“Somos de várias nacionalidades, mas algo em comum nos une: o amor a Cristo, à Igreja, a Schoenstatt. Nós tivemos coragem de sonhar, por isso estamos hoje aqui reunidos”. Essas são algumas das palavras que introduziram a Missa Internacional com a Juventude, realizada em Schoenstatt. A celebração aconteceu na Igreja dos Peregrinos, no dia 25 de julho à noite. Participaram delegações com jovens de oito países, que estão a caminho da JMJ de Lisboa.

Os grupos presentes são de: Argentina, Brasil, Chile, Equador, Estados Unidos, México, Paraguai e Porto Rico. Estavam presentes integrantes da juventude internacional, seus assessores e diversos membros da Família de Schoenstatt local.

A missa foi presidida pelo reitor do Santuário Original, Pe. Ignacio Camacho. Concelebraram, junto com ele, sacerdotes da Nigeria, Índia, Alemanha, Chile, Portugal, Equador, Uganda, Brasil, EUA e outros países.

Jovens e peregrinos a caminho

A liturgia recordava a figura do apóstolo São Tiago. Ele que, como os jovens da JMJ, era “também um peregrino”, diz o Pe. Ignacio. Tiago foi um dos discípulos mais próximos de Jesus, que estava presente em momentos marcantes, como no Monte Tabor e no Horto das Oliveiras. “Quando penso nele, me vem rapidamente à cabeça a figura do caminho – todos ouvimos sobre o caminho de Santiago. A figura do peregrino associamos diretamente a ele”.

Pe. Ignacio Camacho salienta que o convite para ser peregrino vem de Cristo, que toma a iniciativa. “Algo que podemos descrever sobre a vida pública de Jesus é que também caminhou bastante. Quantas imagens do evangelho nos mostram Jesus a caminho. E esse caminhar, ele vai ensinando aos seus amigos”.

Atrevam-se a perguntar: Qual é o meu caminho de vida?

Contextualizando o evangelho à luz da história de Schoenstatt, ele narra: “A imagem do caminho também nos fala sobre a nossa própria vida pessoal e sobre a nossa vida de Aliança. A Aliança de Amor é um verdadeiro caminho que percorremos, um caminho que nosso Pai também percorreu. O caminho de Santiago não foi simples ou fácil, ele não compreendeu tudo no começo. [Em Schoenstatt] Não estava tudo claro no começo, mas Deus foi revelando”.

Pe. Ignacio motiva os jovens a manterem sua originalidade, resgatando sua história pessoal. “O caminho de Jesus é um caminho original. Nenhum é igual a outro. Jesus nos chama com nossa história, com nossas famílias, com nossas capacidades e também com nossas fragilidades. É o tesouro que levamos em vasos de barro”.

O reitor salienta que o caminho de vida com Cristo precisa ser percorrido em comunidade e com simplicidade. E lança um desafio: “Atrevam-se a perguntar a Jesus: o que quer de mim, qual meu caminho de vida, por onde quer que eu vá, como quer que eu te siga? Atrevam-se a sonhar. Não tenham sonhos pequenos, mas sonhos profundos. Atrevam-se a sair de sua zona de conforto, a fazer como nossa Mãe e partir apressadamente”.

Várias culturas, um único ardor

Um momento marcante da celebração foi a renovação da Aliança de Amor, no Santuário Original. Ali os jovens tiveram uma vivência na qual, mais uma vez, entregaram seus corações à MTA.

“Pudemos vivenciar a vinculação entre todas as nacionalidades que estavam aqui presentes e também preparar o coração, nesse anseio de ir para a JMJ e de se levantar e levar Maria para todos os lugares”, conta Jéssica Fernanda Prado, do Brasil.

“Foi muito lindo e pude me dar conta de que a Juventude de Schoenstatt se estende por várias fronteiras e todos temos a mesma energia. Temos um fogo interior que queremos partilhar, de estarmos juntos, de ir até Deus, de dar tudo pela Aliança”, diz Santiago Perón, da Argentina.

Rosario Galilea, do Chile, conta: “A renovação da Aliança foi muito linda e gostei muito da energia que sentimos e da colaboração de todos. Estamos muito contentes, aqui, por conhecer pessoas de vários países e culturas. Descobrimos que há muito mais pessoas apaixonadas pela missão”.

As jovens Jacinta Loomis, Christina Rivera e Allyson Kahler, dos Estados Unidos, partilham: “É lindo ver vários países e culturas diferentes se reunindo em uma só missa, celebrada em diversos idiomas. Um lugar onde cremos e celebramos a mesma coisa. Estamos nos preparando para dias incríveis que teremos em breve. Depois da missa fomos ao Santuário, o que é lindo, porque todos estávamos lá pelo mesmo motivo: renovar a Aliança que selamos em diferentes partes do mundo. E depois tivemos uma celebração na qual cada país apresentou algo diferente sobre sua cultura. E foi muito bonito ver como cada país celebrou Schoenstatt de uma forma um pouco diferente, mas que todos conseguimos nos conectar e dançar juntos. Isso foi incrível”.

Vídeo completo da Missa (clique)

Share

with your loved ones

Related articles that may interest you

Argentina: Tempo de férias é tempo de missão

A Juventude não para. Cerca de 670 jovens são missionários da alegria e da esperança na Argentina. As férias de verão se transformam em momentos especiais de entrega e de amor durante as missões, que acontecem em várias partes do país simultaneamente.

Read More »