Centro de Schoenstatt

O novo Centro de Schoenstatt em Kahlenberg abre suas portas

30 de outubro de 2022, um dia memorável de alegria para o Movimento de Schoenstatt na Áustria. O Santuário de Schoenstatt, em Kahlenberg, completou 40 anos, e isso seria motivo suficiente para uma celebração, mas há algo muito maior para comemorar: o novo Centro de Schoenstatt foi convertido em uma moderna casa de formação e agora pode ser ocupado pelo Movimento de Schoenstatt.

Durante os últimos dias e noites muito trabalho foi feito, muitas coisas que pareciam impossíveis se tornaram realidade. Mais de 350 schoenstattianos de toda a Áustria vieram a Kahlenberg para ver a nova casa, tomar posse dela e agradecer a Mãe Santíssima. Além disso, muitos acompanharam a transmissão da celebração ao vivo de suas casas.

O clima de outono e a neblina não incomodaram ninguém neste dia. A celebração pode acontecer no grande salão novo, e todos se acomodam lá sem problemas. A grande alegria e espanto estão se refletiam nos rostos. Realmente se transformou em algo incrivelmente bonito e espaçoso. E o melhor: não importa se estiver na sala de conferências, na sala de jantar, no corredor, no bistrô ou na bela tenda nova: em todos os lugares se tem contato visual com o Santuário de Maria.

Heiligen Stadt
Santa Misa en la nueva sala - Foto: Simon Pilshofer

O capital de graça que nunca pode faltar

Assim, a celebração começa também, como não poderia deixar de ser, no Santuário com o fogo dos jovens, que trazem à Mãe Santíssima suas intenções e desejos de um Schoenstatt do futuro e a bênção do símbolo da primeira pedra, que depois é colocada na nova casa. Este símbolo da pedra fundamental representa de maneira especial a Cidade Santa, o ideal do Movimento de Schoenstatt da Áustria. Consiste em muitas pequenas casas que simbolizam a oferenda. Muitos schoenstattianos, durante os últimos meses, recolheram suas contribuições especialmente para o novo Centro de Schoenstatt e decoraram simbolicamente com elas pequenas casas de madeira. O carpinteiro e artista Erich Mölzer montou o símbolo da pedra fundamental deles e o colocou no corredor da casa. Esta é uma bela vista para o visitante ao entrar na casa.

Símbolo da pedra fundamental com casas - Foto: Martin Kräftner

40 anos olhando para o futuro com gratidão

A alegria é naturalmente enorme. Há 15 anos se sonha com a modernização e ampliação do Centro de Schoenstatt, e agora chegou a hora. A gratidão é igualmente grande, especialmente a gratidão às Irmãs de Maria que investiram dinheiro aqui e que viveram todo o período de construção em circunstâncias muitas vezes adversas. É claro que também devemos agradecer aos muitos ajudantes que colaboraram em muitas tarefas como voluntários. E obrigado a Maria, que tem sido tão ativa aqui há 40 anos, e que também foi repetidamente ativa como desatadora de nós durante o tempo de construção. Durante a missa festiva, todos os agradecimentos foram feitos em síntese a Deus.

Salão com o símbolo da pedra fundamental - Foto: Felix Mayer

Um Centro Kentenich: a pedagogia do Pai, seu impulso e paternidade são a marca do lugar

Uma magnífica casa nova, que oferece tantas possibilidades, também precisa de um para quê, um propósito especial. Nos últimos meses, os diretores nacionais do Movimento, Ingeborg e Richard Sickinger, receberam sugestões do Movimento sobre o propósito deste local. Muitas ideias surgiram e agora estão esperando para serem aplicadas.

Todas essas ideias têm em comum que deve tratar-se do padre Kentenich. Ele tem uma nova visão da realidade, uma visão que o homem moderno necessita para poder existir no mundo de hoje. Por isso, o novo Centro de Schoenstatt deve ser antes de tudo um Centro Kentenich. O casal Sickinger fala de uma tripla meta. Deve ser um Centro de Pesquisa Kentenich, onde se investiga como pode nos ajudar hoje com sua pedagogia; um Centro de Fundação Kentenich, onde são criadas muitas novas iniciativas e projetos; e um Centro onde o Padre Kentenich pode ser experimentado como pai.

Estamos prontos para lançar-nos para cumprir nossa renovada missão

centro de schoenstatt
Entrada dos jovens - Foto: Martin Kräftner

Preencher de vida o novo grande Centro de Schoenstatt é agora a tarefa de todo o Movimento. Junto com a Mãe Santíssima, muitas das ideias certamente podem se transformar em projetos concretos. Uma grande casa necessita de um grande movimento. Neste 30 de outubro, o clima de Schoenstatt em saída foi sentido nos corações. Estamos dispostos para nos lançarmos para cumprir nossa renovada missão!

centro de schoenstatt
A nova casa na neblina - Foto: Simon Pilshofer

Fotos adicionais aqui (site em alemão)


Sagrada Família

Sagrada Família vive a alegria do amor

Família Martinelli

No dia 20 de março de 2021 iniciou-se um grupo chamado “Sagrada Família” criado especialmente para aprendermos, discutirmos e compartilharmos temas importantes em torno da vida cristã em casal e em família. Foi quando pela primeira vez ouvimos falar sobre a exortação apostólica Amoris Laetitia.  Convidados para auxiliar nos cantos, no segundo encontro surgiu a dúvida sobre qual música deveríamos cantar.  Depois em sonho me apareceu esse refrão, que não saía mais da minha cabeça…

Encíclica Amoris Laetitia – grande presente do Papa para a família

Foi então que comecei a ler o Amoris Laetitia e a sentir mais e mais a riqueza desse presente do Papa para nós. No dia 15 de abril surgiram as estrofes, inspiradas nas próprias palavras do Papa Francisco. Toda a nossa família participou com alguns ajustes na melodia e na letra.

Em seguida descobrimos que o Documento de Fundação da Obra das Famílias de Schönstatt havia sido escrito pelo Pe Kentenich nesse mesmo dia.  Nele o Pe Kentenich pede que “recebamos a força necessária para observar a moral familiar que os Papas determinaram”. Para mim esse foi um sinal da Divina Providência! Era como se o rascunho já estivesse escrito no céu, nós só fomos os instrumentos.

A princípio a canção foi criada para ficar dentro do grupo. Porém a Irmã que nos acompanha nesses encontros mensais logo idealizou um projeto, com famílias e crianças cantando, pessoas tocando… Parecia algo muito complexo e impossível de acontecer, principalmente porque envolveria muitas pessoas e demandaria muito tempo. Mas de repente esse projeto foi criando proporções. Primeiro criamos um pequeno grupo para gravar a versão instrumental e em cima dela as vozes. Como o grupo “Sagrada Familia” conta com famílias espalhadas em vários países, algumas pessoas começaram a se envolver com as traduções em outros idiomas.

Mais de 50 famílias espalhadas mundo afora prepararam vídeos de momentos em família. O Espírito Santo foi enviando as pessoas certas na hora certa. E assim foram aparecendo pessoas com expertise em gravação de áudio e vídeo, que doaram horas e horas do seu tempo em prol desse projeto. E também foram surgindo pessoas de outros países dispostas a gravar as vozes. A Divina Providência se ocupou de cada detalhe.

E logo a canção se tornou internacional…

E foi assim que conseguimos gravar primeiro a versão em português e agora a internacional. Durante o percurso surgiram vários percalços, mas era nesses momentos que sempre aparecia alguém ou algum fato para nos encorajar e dar força para seguirmos em frente. Oferecemos esse Capital de Graças à nossa querida Mãe para que frutifique para o bem e a santidade das famílias do mundo inteiro. E que assim possamos atingir nosso principal objetivo, que é difundir o conteúdo do Amoris Laetitia através da música, de forma simples e de fácil acesso a todos.

Que a alegria do amor possa chegar a muitas famílias

Agradecemos de coração a todas as pessoas que participaram de uma forma ou outra desse trabalho de evangelização, especialmente pessoas muito queridas da Pastoral Familiar no Brasil, que nos deram um grande apoio desde o início, além de ajudarem na divulgação da versão em português pelas redes sociais.

Que através dessa música, a ALEGRIA DO AMOR possa chegar a muitos e muitos lares! Que nossas famílias se sintam acolhidas e inspiradas a seguir o exemplo da família de Nazaré, todos juntos de mãos dadas, que assim seja!

Unidos na Aliança de Amor,

Família Martinelli

 

 

Ouça a canção

https://youtu.be/Oi81Dp83Dbk

 


15 de setembro

15 de setembro: Uma conversa com quem estava na sacristia

Schoenstatt Brasil
15 de setembro de 2021

Esse era um dia especial para todos, pois, pela primeira vez, o Pe. José Kentenich presidiria a santa missa na Igreja da Santíssima Trindade (Igreja da Adoração), recém-inaugurada.

Cada pessoa viveu essa data de um jeito diferente. E uma em particular pode presenciar de perto esse momento marcante na história de Schoenstatt: a Ir. M. Anneluzia Heuberger era a sacristã que preparou tudo para a última missa celebrada pelo Pe. José Kentenich e esteve com ele em seus momentos finais de vida terrena. Ela foi uma das três pessoas presentes na sacristia quando o Pe. Kentenich passou mal e ajudou a ampará-lo.

Neste vídeo-entrevista, Ir. M. Anneluzia conta como foi aquele dia e as experiências que teve:
https://www.youtube.com/watch?v=6vxzPunpulk
Fonte: schoenstatt.org.br