Ideal Pessoal

Foram realizados quatro encontros, para descobrir o ideal pessoal, de acordo com as orientações que nos foram deixadas pelo nosso fundador, Pe. Kentenich.

Muitos de nós, familiares ou outros que vêm ao santuário pela primeira vez, ficamos animados e unidos no anseio por conhecer-nos a nós mesmos e entender para onde estamos indo e para quê.

O que realmente queremos é descobrir quem de fato somos, porque não nos conhecemos plenamente. Onde estamos em nossa vida? Para entender isso, muitas vezes, nos voltamos para os outros, para nossa família, nossos amigos ou colegas, para as pessoas ao nosso redor e nos convencemos, com base em seus julgamentos, que somos a projeção da ideia deles a nosso respeito.

Descubra e torne-se

Mas, qual é a nossa verdadeira identidade? Por que Deus me criou?

Quando nos abrimos e nos voltamos para o Espírito Santo, pedimos que ele nos ilumine e guie:

“Espírito Santo, tu és a alma da minha alma…
Faze-me saber o que o amor eterno deseja que eu faça…”

“… ad quid venisti?”
“… Para que vieste?

Ir. M. Julie Brcar, que nos acompanha nesta aventura, começou com uma viagem às origens, ao momento da criação, e mostrou um vídeo, com imagens da natureza não adulterada desde sua origem e que podemos ter esquecido. Isso desperta em nós sentimentos de alegria, gratidão, paz e grandeza. Com os versos de Dante, subimos, então, a “scala Naturae”, o modelo clássico da ordem que organiza o universo em uma hierarquia ascendente dos mundos mineral, vegetal e animal para o homem e os anjos. Deus é onipresente. O elemento significativo é a alma que dá movimento, consciência e vida.

Segue uma série de reflexões pessoais sobre o termo “Pai”, o que esta palavra nos transmite, o que nos lembra, que sentimentos esta palavra desperta em nós: memórias, sensações, afetos.

Pai-filho, filho-filho. Voltamos à necessidade de nos tornarmos crianças novamente, ou seja, seres inocentes, confiantes e abertos.

“Em verdade vos digo que, se não vos converterdes e não vos tornardes como crianças, não entrareis no reino dos céus” (Mateus 18:3-4).

Descubre y conviérteteConcluímos o primeiro encontro, diante do Santíssimo Sacramento, no Santuário: um espaço de reflexão e silêncio, depois de uma oração de confiança, a entrega dos nossos corações a Jesus e à Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt, que nos acolheu, que quer transformar-nos e enviar-nos como seus filhos.

Você também pode ler: Coronación Belmonte – Roma